terça-feira, 12 de abril de 2011

Resumo do Livro “As 21 leis para que você seja competente”

REGIANE DE LIMA AMARO













Resumo do Livro “As 21 leis para que você seja competente”







“Este livro tem um ensinamento imenso e por mais que já o tenha lido se ler novamente aprende coisas novas, trata-se de um demonstrativo de como ter competência para vencer não somente na igreja, mas também na vida pessoal, te prepara com algumas instruções para a “guerra” contra a carne, contra inimigos visíveis e os que não se vê. Prepara para que quando for um líder de uma grande equipe saiba a quem e como delegar o poder, quem e quando usar. É como se estivesse de frente ao Bispão e ele lhe dizendo essas palavras de fácil entendimento. Que possa não somente entender coisas no agora, mas que saiba as usar no dia-a-dia”.











Jaciara 27/28/29 de Janeiro de 2011

As 21 leis para que você seja competente

A 1° lei “Semente do sucesso” trata disto da semente do sucesso e se inicia falando do grande milagre que é a geração de um ser, em seu ponto inicial não passava de uma única célula, quando fecundada torna-se um zigoto e esse passa pelo processo de formação e se torna num feto aonde as células vão multiplicando-se e torna num ser completo possuindo características de sua espécie.
Esse processo ocorre tanto com os seres humanos quanto com os animais e vegetais, não percebemos o milagre que isso representa nem tão pouco vemos que esses detalhes que são tão “normais” para nós faz parte de um processo divino.
As ações que comentemos no dia-a-dia são como sementes, as palavras tem poder e nunca voltam vazias. Ao ler esta lei vejo o quanto é importante pensar antes de falar, observar de todos os ângulos possíveis a situação antes de tomar uma decisão, uma decisão tomada hoje pode trazer benefícios no instante em que foi tomada, mas essa decisão é uma semente lançada ao “solo” que é a vida e que no futuro irá colher frutos desta sente.
No mundo o que se vê são benefícios momentâneos, atos são cometidos sem pensar no que isso lhe trará mais adiante, pessoas vão a festas, gastam toda a energia que possui e todo dinheiro que tem ali, não pensam em estudar, nem querem saber do amanhã, não constituem família para ter em quem se apoiar, mas as pessoas conscientes têm os olhos abertos pensam no amanhã procuram cometer ações hoje para no futuro ter uma boa colheita.
Na verdade pessoas conscientes constroem sua casa na “ROCHA” firme essa ROCHA é JESUS que veio ao mundo como um ser humilde serviu a todos os homens para que depois o servisse, Ele foi quem deu o exemplo da boa semente lançada.
Hoje vejo com bons olhos meu futuro, muitas de minhas ações não são pensadas no agora, quisera poder acelerar o tempo e passar para a colheita, mas sei que tudo tem seu tempo pré-determinado.

O fechamento do capitulo deste livro coloca a frase de Albert Einstein que diz: “Deus nos fez perfeitos e não escolhe os capacitados, capacita os escolhidos”. Eis que essa é uma frase que dá um bom animo para continuar e procurar aperfeiçoamento para ser de fato perfeito para Deus.


A 2° lei “Competência”, já se inicia com uma grande frase de autoria do Bispo Robson Rodovalho “A competência começa quando você se descobre”. Acredito que vem a ser impossível saber o que se quer antes de saber quem é e sem saber o que quer nem se tiver competência consegue algo para lhe satisfazer, pois afinal ainda não possui objetivo algum.
No inicio o texto já diz muito é necessário possuir características próprias, personalidade uma identidade.
Ter competência é estabelecer metas para si mesmo e ter um compromisso próprio antes de ter com outras pessoas para conseguir aquilo que busca, não é sonhar o sonho que lhe foi passado pela mídia através de revista, TV e outros meios, ficar sonhando os sonhos “dos outros” é como viver por viver não ter objetivos.
Cada pessoa possui sua energia própria e essa energia pode ser positiva ou negativa depende de cada um da carga que recebe das outras pessoas, sempre é bom passar aos outros boas energias para sermos doadores e receptores de positividade, pois se doamos más energias as pessoas a nossa volta receberá essa energia negativa e repassará essa mesma energia, sendo que assim seremos não apenas emissor de uma energia negativa mas também um receptor dela.
Uma pessoa alegre transmite sorrisos e alegria onde está.
Sempre quem tem mais transmite aos que tem menos, pessoas bem resolvidas ajudam os que precisam de respostas para seus impasses e que estão sofrendo.
Jesus foi e é com certeza a maior fonte de energia positiva, as palavras ditas por Ele eram boas e de impacto, seu olhar e suas ações transmitia fé, esperança, força, alegria, paz, amor, e tudo mais que se precisava na época, hoje em dia quem transmite tudo isso são as pessoas que recebem o “ide” de Jesus, pessoas essas que deixam Deus as usar para fazer as suas vontades, vão de encontro aos que necessitam e dizem querido, querida eis me aqui.
Os que aceitam esse “ide” passa a ter a missão de ser ministro de Deus e levar a Palavra aos que necessitam, essas pessoas são a essência do evangelho. É repartir com alguém da mesma forma que um dia vieram até você e lhe deram algo que você não possuía certo conhecimento, uma grande alegria, afeto e amor.  E depois de receber isso é hora de ir e repartir.


Lei 3° “competência é quando você descobre a quem foi enviado”.
A competência começa em nossas vidas quando somos capazes de nos tornar doadores.
Além de ser capaz de ser um doador para sermos competentes temos que saber a quem administramos essa doação, saber escolher as pessoas que estão a nossa volta, pois as pessoas que nos circundam muitas vezes vêm para junto de nós apenas para sugar toda a energia que temos, essas vem por que vêem em nós uma forma de “lucrar” algo, existe também umas recebem energia positiva e as que transmitem também são positivas, mas existem também as que apenas sugam toda a alegria, a sabedoria e tudo o que de bom temos e sempre o que deixam são tristezas e frustrações.
Ter competência para saber escolher as pessoas que estão junto de nós é fundamental, pois se escolhemos as pessoas erradas ao invés de crescimento e amadurecimento só teremos uma regressão de tudo o que já crescemos, é necessário criar meio que um escudo dessas pessoas que vêm até nós apenas para nos sugar.
Isso é ter domínio próprio, que segundo o Bispo Robson Rodovalho quer dizer: ter controle sobre o espírito ou controle sobre os pensamentos. Uma pessoa que possui isso saberá como e para quem ministrar sua vida.
A frase final desta lei diz: “A felicidade não se resume na ausência de problemas, mas sim na sua capacidade de lidar com eles”. Isso foi escrito por Albert Einstein.
Ao meu entendimento quando tudo está perfeito demais, quando está tudo parado procuramos coisas novas a fazer no intuito de ter com o que nos ocupar, não que entramos na busca por problemas impossíveis, mas a mente parada é oficina do diabo, e estamos sempre na busca por novas conquistas e nada conquistamos sem ter um esforço sem a resolução de um problema.


A leitura da 4° lei “Você descobre que pessoas erradas trazem acontecimentos errados para você”
Diz em inicio que ter competência é ser capaz de rever quem está em seu ciclo intimo e entender quais os acontecimentos que cada um lhe trás. A Bíblia traz a história de Jesus que escolheu as pessoas que lhe seriam intimas, que estariam junto d’Ele por todos os seus dias, Ele foi quem convidou os 12 discípulos para estar diariamente com Ele de forma mais intima, Ele tinha planos para estes 12, e que era o de passar sua sabedoria e seu poder a esses homens, não é que Jesus tenha errado ao colocar Judas em sua intimidade, mas Judas que não soube lidar com suas escolhas, escolhas estas que levaram Jesus a cruz. Temos que ter nosso ciclo fechado e saber desvendar quando as pessoas que julgamos ser boas para estar conosco passam a ser um “Judas”.
Ao mesmo tempo em que existem pessoas erradas a nossa volta podemos ser nós os “Jonas” na vida das pessoas, pois podemos atrapalhar de tal forma que coloca a vida de outra em jogo.
Quando li esse texto na Bíblia foi bem na fase em que uma “amiga” estava voltando a cidade, “amiga” essa que a Pastora havia pedido para que                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   eu cortasse relações com ela, pois a influencia dela em minha vida na época não era positiva, e de forma alguma alguém a conseguia influenciar positivamente. Tendo ela voltado foi até a casa da Pastora e lá contou suas “novas” escolhas e como decidiu viver desses dias adiante, tendo a escutado a Pastora veio até mim e disse que havia liberado minha vida para que eu me relacionasse com ela novamente, meu coração não sentiu Paz, minha mãe não queria que eu voltasse a ter amizade com ela, me sentia mal, mas, no entanto fui ao culto no domingo e o Pastor leu essa passagem da Bíblia e ele falou claramente que temos que saber escolher quem colocamos em nosso barco. Decidi que ela não seria colocada no meu barco, nossa como eu estava sendo mal e cruel pensava assim, mas na verdade nem sei que fim levou a menina, mas sei que hoje estou em paz.
Ao fim do capitulo está escrito além de trechos da vida de Davi e seus erros com escolhas de quem estaria a sua volta, a frase de Lorde Byron: “Os espinhos que me feriram foram produzidos pelo arbusto que plantei”. Não sei ao certo o que ele quis dizer ao escrever isso, mas acredito que tem a ver com a doação que fazemos de nossas vidas para pessoas que estão a nossa volta temos que saber o que e a quem falar. E saber o que se tem semeado, para que não haja expectativa de colher algo diferente do que se semeou ação tem reação.


Lei 5° “Competência é quando você revê sua vida, e descobre sua fraqueza e reforça suas trancas, antes que o adversário descubra e as utilize contra você”.
“Competência é quando você antecipa seu adversário, descobre seus segredos e reforça suas trancas”.
Essa lei trás a história de Sansão que era forte por ter uma aliança com Deus, sua força tinha um segredo que a manteria se nunca fosse revelado este segredo, uma vez que sendo frágil e fraco em suas relações com mulheres Sansão acabou por contar a Dalila a razão de sua força que era a aliança com Deus, e como tirar essa força que seria contando-lhe as 7 tranças.
Ele tinha uma adversária junto dele que era Dalila, poderia ele descobrir dela a fraqueza que ela possuía que era o fato de estar junto dele apenas para saber como lhe tirar a força, assim a derrotaria primeiro, derrotando ela venceria uma tentativa de seus inimigos contra ele.
Sansão tinha força, tinha aliança com Deus ele era um projeto de Deus, mas sua fraqueza fez com que ele perdesse isso, muitas vezes deixamos com que as pessoas erradas descubram nossas fraquezas ao invés de tentar vencer essas fraquezas ai somos derrotados por falta de oração ou falta de aliança com Deus, quando queremos coisas ao nosso tempo e não sabemos esperar, quando deixamos as coisas do mundo nos influenciar estamos aceitando as fraquezas que possuímos e quebrando a aliança que fizemos um dia com Deus, aliança essa de servir, e ao decidir servi a Deus colocamos ele no comando.
6° Lei “Competência é quando você entende que seu propósito pode exigir isolamento, incompreensão e até exclusão”.
“Competência é quando você percebe essa estação em sua vida”.
Nesta lei vi relatos de pessoas escolhidas por Deus que passaram por situações difíceis, as quais foram incompreendidas no momento em que foram vividas, mas era apenas Deus os treinando para a batalha final, para que quando estivessem no lugar programado por Deus tivessem capacidade para estar lá.


7° Lei “Competência é ter resistência enquanto você caminha”.
“Competência se resume em persistência e paciência para fazer sua trajetória”.
Muitas vezes queremos chegar ao nosso objetivo e desejamos fazer isso da forma mais fácil e rápida possível, queremos tudo ao nosso tempo e que seja de preferência pra ontem. O texto diz e concordo que grandes empresários bem sucedidos estão hoje no topo, mas eles passaram pelo tempo e pela frustração de seus erros antes de subir, o que os fez subir foi à competência de não desistir. “A caminhada é de resistência e não de velocidade”.
“Perseverança e resistência são as chaves que te levam a alcançar o propósito que você estabeleceu para sua vida”.


8° Lei “Competência é saber que hoje pode estar em seu circulo intimo a semente de sua crise de amanhã”.
“A competência te capacita a construir teu ciclo intimo”
Mais uma vez nesta lei fala sobre as pessoas que estão a nossa volta destacando: “Pessoas estranhas não tem o poder de nos ferir, quem nos fere são pessoas da nossa intimidade”, mostra mais uma vez que temos que vigiar nossa vida e orar pelas pessoas que estão a nossa volta. Mais a frente do texto fala: “Uma pessoa ferida se torna resistente, se torna intransigente”...
Às vezes temos pessoas junto a nós que a magoamos e ainda assim nos mantemos amigas dessas pessoas, que vão em seu interior guardando magoa de nós até que um belo dia acha a oportunidade de se “vingar” usando o que sabe para nos ferir de morte.
O conselho neste caso é “Crie um ambiente aberto e transparente”, ou seja, fale com as pessoas peça perdão e seja sempre aberto a conversar com as pessoas, pois se um dia ferir alguém com um ato ou palavras ainda que não saiba essa pessoa virá até você e lhe dirá o que a aflige em relação a você.


9° Lei “Competência é organizar sua agenda perfeita”.
“Não existe competência sem agenda perfeita”.
Essa é uma frase mais que correta, em pleno acordo com ela sei que uma pessoa que não se organiza, e não faz programação do que pretende fazer quando resolve fazer algo faz mal feito, pois sem planejamento não se dá atenção aos detalhes, e os detalhes muitas vezes parecem apenas coisas pequenas, mas para quem está de fora é visto como uma grande falta.
Ter a agenda organizada, com todos os objetivos definidos não é nada se não tiver foco, quem se distrai ou se deixa distrair por obstáculos que surgem ou por pessoas que lhe parece dar um alvo novo, também não tem competência para conseguir o que deseja.
Quando estamos enfocados em algo e chega um falando, perdemos a concentração, quando tentando fazer algo e pensando em outra coisa também não dá certo, ser uma pessoa disponível e acessível é fundamental para um líder, mas essa acessibilidade deve-se ser dada pelo líder não deixar que o discípulo simplesmente se achegue lhe sugando tanto seu tempo quanto sua concentração.
E termina o capitulo com a frase de Jean De La Bruyere que Diz: “Aqueles que fazem o pior uso do seu tempo são os primeiros a reclamar de que o tempo é curto”.
Em consonância com a frase acima se pode dizer que muitas vezes passamos muito tempo tentando fazer na pratica sem antes nem ao menos pensar, e muitos resolvem tudo apenas pensando e organizando tudo com cautela, pode parecer que o tempo que estava organizando para fazer foi um tempo perdido. Existe o fator de quem apenas faz gasta mais tempo depois concertando o que errou.
10° Lei “Competência é quando você percebe que a necessidade das pessoas é importante, mas não é o suficiente”.
“A competência começa quando discernimos nossas causas e nossas bandeiras”.
Nossas causas são nossos próprios problemas e nossas bandeiras são os problemas das pessoas as quais adotamos.
Quantas são as vezes que pessoas se apegam mais aos problemas dos outros que aos seus próprios perdem muito de seu tempo cuidando para que tudo esteja bem com o fulano do lado, uns até mesmo deixam de ter objetivos próprios por esta razão, antes de adotar um problema de outra pessoa é necessário saber se isso faz parte de sua missão na terra não apenas se perder se destruir tentando ajudar aos outros.
Não se deve abraçar qualquer causa, deve-se saber o que dar de si para as pessoas que Deus colocou em sua vida.


11° Lei “Competência atrai o que você ama”.
“A competência e amor formam um campo de atração”.
Diz à lei que o que amamos atraímos e o que desprezamos repelimos. Somos seres dotados de campos espirituais; forças imperceptíveis emocionais e espirituais, que são chamadas de magnetismo ou carisma. E é isso o que atrai aquilo que amamos ou desejamos ter. Já o que não nos agrada simplesmente desprezamos, tendo feito isto automaticamente o repulsamos.
 “Paixão tem magnetismo. Se você é apaixonado por algo, você conquistará”.
“A força de um líder está na admiração que ele desperta e não do medo que inspira”. Stephen Covey.
Frases essas que quando colocadas em prática na vida de seres humanos lhes encherá de orgulho, pois poderá dizer que tem competência.
“Viver é como andar de bicicleta: É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio”. – Albert Einstein.
Subentende-se que ao para de se movimentar caímos, perdemos o equilíbrio perdemos o controle. Vale refletir nesta frase.

12° Lei “Sua competência produz tolerância”
“Sua tolerância te enraíza. A competência te permite administrar a tolerância em uma estação de sua vida”.  
Aqui nesta lei não trata de ser tolerante com outras pessoas, mas sim de ter uma tolerância com a forma que está vivendo, tolerância essa que pode se tornar comodismo, pois quando aceitamos as coisas como estão e não exigimos mais de nós mesmo deixamos de ter objetivos e passamos a simplesmente viver, sem expectativas, neste contesto cabe ser intolerante e exigir de si mesmo um crescimento, é ai que entra as mudanças e para mudar é preciso passar pelo processo de transformação e transformação trás dores, por ser necessário reconhecer que possuímos erros, e deixar de cometer esses erros, passar a mudar.


13° Lei “Competência é não alimentar o ciclo da violência”.
“A competência neutraliza seus inimigos”.
 Acredito que nessa lei depende muito de domínio próprio, por que muitas vezes somos afrontados e respondemos da forma que achamos ser a mais adequada, sabendo que violência gera violência entramos no ciclo vicioso que é a violência, mas se pagarmos o mal com o bem, estaremos enfrentando o desafio de fazer o que Jesus ensinou, esquecendo o que o mundo nos faz pensar ser o certo a fazer, cresci em meio a violência, tipo éramos crianças difíceis e  por passar o dia todo sozinhos só fazíamos bagunça minha mãe ao chegar em casa junto com meu tio já cansados do dia de trabalho, a única coisa que faziam era bater em cada um dos 6 e enquanto batiam falavam o quanto estavam cansados e o quanto queria que fossemos diferentes, não sentavam pra conversar... Depois de meus 13 anos descobrir que meu pai era um pistoleiro e não tipo surpresa não me frustrei com nada acho surpreendente até hoje a reação que tivemos, acredito que por viver nesta sociedade anestesiada pela violência parece ser normal que um mate o outro, parece que as coisas são assim mesmo. O exemplo que Jesus nos dá de dar a outra face é complicado de se fazer, mas é o certo não se deve revidar.
“Não reaja com raiva, mas quem é sensato se cala e domina-se” Provérbios: 29:11
Outro dia na faculdade em meio à confusão do termino das aulas e da semana de provas, tivemos uma briga por causa de uma confraternização que tinha o intuito de comemorar um ano de união das pessoas de nossa turma, estava ajudando a organizar, e surgiram uns comentários que geraram fúria em certas pessoas uma delas revoltadas vieram até mim gritando e apontando o dedo como se fosse o centro da razão, poderia ter falado um monte pra ela, mas com a graça de Deus apenas disse a ela que quando ela aprendesse a conversar ai eu falaria com ela a deixei falando sozinha e sai.
As mudanças que ocorreram em minha vida é o que fez com que isso acontecesse, pois anteriormente teria aceitado a provocação e se necessário teria saído nos tapas com ela.
Na escola quando mais nova nunca cheguei a sair nos tapas com ninguém, mas já fiz com que muitas pessoas chorassem, não media as palavras e ainda sempre usava uma frase que ouvi ou li a um tempo atrás que dizia “amor com amor se paga” é quase como “olho por olho dente por dente”, mas na época eu nunca me feria com o que diziam apenas me sentia a dona da razão, ainda que não tivesse razão.
Já aprendi o que se deve fazer ter domínio próprio, agora é exercitar o achado.


14° Lei “A competência te faz compreender que quem não se arrepende não está preparado para receber ajuda”.
“A competência é o pai da humildade”.
Para arrepender-se de um ato é necessário coragem pra reconhecer que errou pra pedir perdão a Deus e quando tiver as pessoas afetadas por este ato, é necessário aceitar modificações, negar antigos hábitos, aprendendo novos é preciso se submeter às transformações, tem que ter humildade e reconhecer que nem sempre tem razão.





15° Lei “Competência é discernir que a dor é sinal de que há algo errado”
“Competência é a capacidade para administrar a dor”.
Quando sentimos dor no corpo físico sabemos que há algo errado, tem algo que não está em seu funcionamento normal, se avaliar assim as dores que estão relacionadas às outras áreas descobriremos através deste mesmo prisma que está algo errado no funcionamento de nossas emoções.
Para curar as dores que não são físicas é necessário achar o que causa a dor, descobrindo os erros é necessário fazer diferente para que haja cura.
“Homem que sofre antes de ser necessário, sofre mais que o necessário” - Sêneca.
Quantas vezes fazemos coisas erradas já consciente que é errado, tentamos esconder e começamos a sofrer até que aquilo seja descoberto e daí sofre mais um pouco?
“A incompetência veda-nos os olhos para que continuemos a sofrer com medo de sofrer”. – Rê Lima


16° Lei “Competência é saber que a resistência a dor é a chave para o sucesso”.
“A competência te fortalece para a resistência”.
 Ser capaz de não sucumbir de dor, de administrar a dor, de vencê-la, é para pessoas fortes e que tem Deus, pois apenas tendo a Deus é que se tem a certeza que amanhã o dia será outro e que a possibilidade de as coisas darem certo é bem maio, é preciso ter fé. Muitos dos que caídos estão não se levantam por falta de reconhecer que precisa de Deus para subir.
“O primeiro requisito para o sucesso é a habilidade de aplicar incessantemente suas energias física e mental a qualquer problema, sem cansar”. – Thomas Edison.
Uma pessoa que faz bom uso de suas energias, as usa em favor de seus propósitos.



17° Lei “Competência é saber que o fim de um ataque é o início de uma nova fase”.
“A competência te faz perceber o início de uma nova fase”.
É tipo, se estamos passando por tribulações hoje, tendo fé e controle próprio, não se deixando levar pela situação, se auto destruindo, faz com que dentro desta tribulação veja a força ou o motivo para crescer e assim vencerá. Para achar motivos para continuar ainda que em meio a dificuldades é preciso além da determinação e o foco ter a certeza de que depois disto colherá os “louros”  que o fizeram entrar nessa tribulação.


18° Lei “Competência é saber que quanto maior seu chamado, maior sua guerra e a sua recompensa”.
“A competência te prepara para a guerra”.
Hoje vivemos num mundo globalizado onde se queremos alguma coisa temos que no mínimo pagar. Há os que vivem na zona de conforto, uma vez que desejamos coisas grandes devemos também nos preparar para grandes desafios, para sofrimento e oração, outro dia na igreja tivemos uma campanha de 12 dias e o pastor ao propor o jejum para a igreja disse: “Quanto mais se quer, mais se tem que sacrificar” isso fez com que algumas pessoas jejuassem mais que as outras, pois tiveram seus olhos abertos com essa frase.
Sem planejar não tem como ir à guerra, pois não saberá o que vai usar correndo o risco de levar poucas armas e não ter com o que combater o inimigo ou se sobrecarrega demais sendo pego de surpresa pelo inimigo. A vida é para ser planejada sem planejamento e organização não se tem competência.
Quanto maior a batalha que travar em prol de sua vida ou de sua aliança com Deus maior será sua recompensa. Isso se aplica em casa, na igreja, na escola, com amigos em todas as áreas se queremos nos destacar alguma coisa teremos de fazer... Estudar mais para tirar uma nota melhor, ser mais companheiro, mais alegre, mais vital para que a sua volta se encha de pessoas assim.
Quem quer mais busca mais... Quanto maior a guerra maior a recompensa.
Vemos pessoas que possuem bens materiais, felicidade em sua vida em todas as áreas e nem imaginamos o que a pessoa fez para estar ali.
Quando conquistamos o bem tão desejado, focamos em outro e com o tempo vamos perdendo o interresse do bem recebido anteriormente, isso ocorre pelo fato de cairmos na rotina e de sermos motivados pela capitalização, queremos muito ter, mas nem sempre o que queremos é o que precisamos e a rotina nos faz enjoar daquilo com facilidade.


19° Lei “Competência é saber que aquilo que é bom sempre será odiado por tudo o que é mau”
“Competência te prepara para vencer as hostilidades”.
O querer humano faz com que as pessoas aceitem determinadas coisas apenas para ter o que almeja, e essas coisas que aceitam podem ser boas ou ruins, ainda assim o imediatismo faz com que se deixe o pragmatismo de lado.
Pessoas fazem o mal a outras para se estabelecer, para estar onde essa pessoa está, mas o “amor não folga com a injustiça” e “não existe felicidade no triunfo da injustiça e da maldade”.
O que forma o caráter de uma pessoa além de sua historia de vida de sua criação e exemplos tidos em casa são suas decisões, pois em casa recebemos um modelo de vida e se bom ou mal quem decide se serve ou não para si mesmo é a própria pessoa. Caim matou Abel por decisão própria dele, ele ao invés de matá-lo poderia ter ido até Caim e pedido ajuda de como ser mais perfeito para Deus. Decisão é poder.
Quando existem limites, regras, disciplinas é para que se viva em paz com os demais e para que haja concordância, a partir do momento que não se entra nesses limites, regras e disciplinas, é por que está ultrapassando o limite do bem, e o limite do bem é o mal. É seu oposto.
Há nesta lei uma parte que diz:
“[...] não se assuste se você encontrar pessoas vestidas de maldade com o simples desejo de te atacar e de te agredir. Nem eles entendem o porquê, mas há um ódio e uma mágoa no coração dessas pessoas, plantado pelo inimigo [...]”. 



Aqui encontrei o porquê de terem nos agredido, não fisicamente, mas verbalmente na faculdade, foi justamente por sermos eu, a Diva e o Thales pessoas que estavam se destacando e as outras pessoas foram movidas por essa semente do inimigo e vieram com fúria sobre nós. Com a graça de Deus não houve conseqüências agravantes, mas foi difícil entender.
“Entenda que as pessoas que te agridem, uma vez libertas, têm o potencial de se tornar em grandes auxiliadoras do seu ministério”. As pessoas que nos agrediram são pessoas que sabem se expressar que tem opiniões ainda que erradas, mas que as defende de tal forma que muitos não as defenderiam com certeza possuem um grande potencial para ajudar quando necessário e quando tiverem acessíveis com o mesmo propósito do nós.


20° Lei “Competência é compreender que as batalhas deste mundo irão te aclimatar criando a resistência necessária dentro de você.”
“Competência te prepara para vê este mundo como um campo de batalha”.
A decisão é poder. Mais uma vez desça-se essa frase em minha mente, pois se o mundo é um campo de batalha cada um é que decide de que lado vai ficar, assim como Jesus está a porta de nossos corações e não invade, pede para entrar e nós quem decidimos se sim ou não, somos nós quem decide ser do lado do bem ou do mal e hoje o que pode parecer que está bom que aqui na terra “serve”, mas pode ser que para Deus não tenha serventia nenhuma somos criados com um propósito, mas somos livres para escolher se o seguimos ou não.
No decorrer de nossos dias, os dias de nossa formação intelectual, mental somos rodeados de pessoas, que muitas vezes tiram um sarro aqui uma casquinha ali e como somos humanos somos frágeis, existem pessoas fortes capazes de administrar bem essas ofensas, existem também as que guardam magoas a vida toda e ficam vulneráveis a tais palavras. Quanto a isso a solução para uns é ir ao psicólogo para resolver, mas o que ele fará no psicólogo é se conhecer saber o porquê de sua fragilidade e aprende a lidar com isso de forma que não fique mais vulnerável a ofensas. Buscar suas próprias fragilidades saber quem é e o que te enfraquece pode te preparar para a guerra o tornando imune a ofensas.
Deus nos quer preparados para a guerra, quer que sejamos fortes e corajosos “nesta batalha ainda não resististe até o sangue”.


21° Lei “Competência estabelece que seu sucesso depende menos do seu trabalho do que da sua visão, estratégia e equipe”.
“Competência te ajuda a definir sua visão, sua estratégia e a sua equipe”.
Temos sonhos queremos ser parecidos com alguém, queremos ter o que se vê em revistas, na TV, mas muito querer não se torna poder por que nós apenas queremos coisas fáceis queremos que caiam do céu como as gotas da chuva, não fazemos uma agenda que possua estratégias de como conseguir o que se quer, muitas vezes nem ao menos queremos mesmo o que falamos que queremos. Sonhando o sonho do colega ou querendo ter a vida de fulano, a expressão “meu pai era pedreiro o pai do meu pai também e o pai dele, meu destino é esse” isso é falta de perspectiva, de alto estima, de capacidade, de amor próprio e de competência. Querer algo que está além do alcance de seus familiares de amigos, é ter sonhos é ter vontade de crescer, mas também não adianta apenas sonhar tem que criar estratégias em todas as áreas pra se conseguir algo.
Quanto ao trabalho em equipe, primeiramente todos podem até ser diferentes, mas o objetivo deve ser o mesmo, ser diferentes é vantagem, pois as idéias se juntam, uma vez que é formulada uma estratégia por alguém e aceitas por todos é preciso deixar que a idéia inicial não perca o foco, também é necessário manter todos animados, falar de idéias que antes foram pensadas e visto que pode fluir, delegar a cada um de sua equipe sua missão e lhes cobrar que seja feito, para que seja feito com perfeição deve ter um líder a frente alguém que possua autoridade e que saiba lidar com isso sem se tornar autoritário.
Numa equipe nem sempre é necessário usar todos os componentes ao mesmo tempo, existem momentos em que as pessoas não saberão como lidar com a situação e acabarão por atrapalhar, mas é necessário ter a competência de saber como dizer a alguém que naquele momento ele não se faz necessário.
Ser líder não é uma tarefa fácil exige tempo, maturidade, vontade, capacidade, humildade, amor, paciência, competência dentre outras mais qualidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário